Atrativos Turísticos

Biblioteca Municipal “Orígenes Lessa”

Endereço:  Praça Comendador José Zillo, s/nº – Centro
Horário de Funcionamento:  de segunda a sexta-feira das 8h às 21h e aos sábados das 8h às 17h
Telefone: (14) 3263-6522
E-mail: bmol@lencoispaulista.sp.gov.br
A Biblioteca Municipal “Orígenes Lessa” (BMOL) foi criada por Zanderlite Duclerc Verçosa em 21 de Dezembro de 1961. Possui um acervo maior que o número de habitantes, possibilitando aos visitantes uma viagem literária profunda. Em sua grande coletânea há livros em Braile, audiolivros, obras raras autografadas, museu literário, publicações e obras originais de Orígenes Lessa, patrono da Biblioteca, escritor lençoense e membro da Academia Brasileira de Letras. Devido ao seu rico conteúdo histórico literário, através de um Decreto Municipal, Lençóis foi instituída Cidade do Livro.
A Biblioteca oferece um vasto acervo sobre assuntos diversificados, de interesse da população, lançamentos e uma ampla coleção de títulos da literatura brasileira. Possui seções especiais como a “Sala de Obras Autografadas” onde reúne obras com dedicatórias e autógrafos feitos por escritores ícones da literatura nacional e regional. O “Museu Literário” situado no piso superior onde obras do começo do século XX, estão disponíveis para o completo uso dos usuários. A “Seção de Obras de Referência”, é composta por obras de consulta de vários gêneros e para várias finalidades, dicionários, mapas, guias e enciclopédias temáticas. Oferece exposições; boletim eletrônico informando os usuários e a comunidade sobre novas aquisições, ranking dos livros mais retirados e mantém um canal aberto para a publicação de sugestões de leituras enviadas pelos leitores; a “Feira do Troca-Troca”, é uma ação reconhecida pelo Programa Nacional do Livro e da Leitura (PNLL) como um dos 50 projetos nacionais que melhor promovem o incentivo à leitura e democratização do acesso aos livros. A BMOL também desenvolve anualmente concursos literários (classe adulta ou infantil) e visita de escritores. Sua estrutura é adequada à pessoas portadoras de necessidades especiais, como acesso à cadeirantes, sala para pessoas com baixa visão e acervo em braile.

Casa da Cultura “Professora Maria Bove Coneglian”

Endereço: Rua Sete de Setembro, 934 – Centro
Horário de Funcionamento: de segunda-feira a sábado, das 8h às 22h
Telefone:(14) 3263-6525
E-mail: cultura@lencoispaulista.sp.gov.br

A Casa da Cultura “Profª. Maria Bove Coneglian” é sediada no prédio do antigo Lençóis Hotel. Abriga a Secretaria de Cultura e o Auditório onde acontece apresentações de teatro, dança música, vídeo entre outras.


A sala de ensaios da Orquestra Municipal de Sopros “Maestro Agostinho Duarte Martins” foi uma ampliação iniciada em 2007 e concluída em 2008 e faz parte do complexo, que também funciona como escola de artes. Os cursos permanentes são: Ballet, Jazz, Dança de Salão, Violão, Teclado, Piano, Canto, Teatro Infantil e adulto, Teoria Musical, Pintura em tela e artesanato.


Oficinas com prazos de aproximadamente 2 meses acontecem sistematicamente nas diversas modalidades artísticas.


O saguão é utilizado como galeria de exposições, onde pintores, desenhistas, escultores, fotógrafos têm espaço para mostrarem suas produções. Os artesãos têm espaço na loja de artesanato que recebe amostras de produtos lençoenses para serem comercializados, assim divulgando a manufatura e gerando renda aos que têm seus trabalhos ali expostos.


Seu horário de funcionamento é das 8h às 17h30 para atendimento na secretaria e até as 21h para visitar exposições e com horários especiais em eventos.A Casa da Cultura “Profª. Maria Bove Coneglian” fica na Rua 7 de Setembro, 934Tel – 14 3263 6525


Engenho São Luiz

Endereço: Estrada Municipal LEP 454, km 0 + 172 metros
Horário de Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h e aos sábados das 9h às 13h
Telefone: (14) 3263-3227
E-mail: sac@cachacasaoluiz.com.br
Site: www.cachacasaoluiz.com.br
Tradicional produtora de cachaça, a família Zillo começou a trabalhar no ramo em 1906, quando o Sr. José Zillo e seus irmãos, montaram uma destilaria de alambique no Bairro Rocinha, em Lençóis Paulista, local onde residiam.
Após um breve período desenvolvendo essa atividade José Zillo direcionou os seus negócios para o setor sucroalcooleiro. Porém, a história da família Zillo na fabricação de cachaça continuou com um de seus sobrinhos, o Sr. Gino Zillo, que manteve a produção até os idos de 1971. Em 2007, Luiz Santana Zillo, neto de José Zillo, e seus filhos, resgataram as origens da família criando o Engenho São Luiz, com a proposta de oferecer aos apreciadores da boa cachaça um produto especial.

Espaço Cultural “Cidade do Livro”

Endereço: Rua Pedro Natálio Lorenzetti nº 286 – Centro
Horário de Funcionamento: de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h às 17h
Telefone: (14) 3263-3123
E-mail:espacocultural@lencoispaulista.sp.gov.br
Criado com o propósito de abrigar obras antigas e frágeis que estavam mal acondicionadas no piso superior da Biblioteca Municipal “Orígenes Lessa”, o Espaço Cultural Cidade do Livro, começou suas atividades em 23 de setembro de 2006 a partir da locação do prédio que, em 2007, foi adquirido definitivamente pela Prefeitura Municipal. O acervo do Espaço Cultural Cidade do Livro é composto pelo Setor de Obras Raras e Especiais da Biblioteca Municipal “Orígenes Lessa” com obras desde o século XVI, arquivos pessoais (entre livros, manuscritos e objetos) de escritores nacionais consagrados e locais, entre eles o de Orígenes Lessa, Cora Coralina, Antonio Houaiss, Olavo Bilac e Guimarães Rosa, por exemplo; o Arquivo Histórico Municipal com acervo de jornais da cidade, fotos, revistas, discos de vinil, plantas arquitetônicas entre outros documentos relativos a cidade de Lençóis Paulista e região. É um órgão de assessoramento da Secretaria Administrativa e um centro de pesquisas; tem por finalidade recolher, preservar e garantir o acesso aos documentos arquivísticos e literários de valor permanente, bem como aos bens culturais históricos, sendo o setor descrito subordinado diretamente a Secretaria de Cultura. Para atingir seus objetivos de salvaguardar e prolongar ao máximo a integridade física de documentos e livros (fontes de pesquisa) para as próximas gerações, o local possui um Laboratório de Conservação e Reparos onde os documentos em suporte papel são tratados com materiais especiais, recuperada sua integridade física, ou confeccionada embalagem especial para sua guarda quando necessário. O Espaço Cultural Cidade do Livro também possui Laboratório de Digitalização e Preservação Digital, que além de salvaguardar o acervo através da digitalização, gere a Biblioteca Digital Orígenes Lessa disponibilizando o acesso aos livros, periódicos e documentos mais raros (site: http://www.lencoispaulista.sp.gov.br) para a pesquisa online da comunidade e instituições de pesquisa nacionais e internacionais; nos seus próprios ambientes; acesso ininterrupto das coleções e biblioteca 24 horas; uma biblioteca gratuita e acessível às várias classes de usuários da Internet. O local é um centro de documentação referência na região, por ser o único órgão público do interior a prestar este tipo de serviço e de ter sob sua custódia, um amplo e inestimável acervo histórico. O Espaço Cultural atende aos pesquisadores com visitas livres, agendadas e monitoradas; recebe e realiza exposições, promoção de eventos, oficinas, cursos com área para palestras e realização de eventos. No piso térreo funciona a Biblioteca Infantil “Monteiro Lobato” que, originada em uma das salas da BMOL, ganhou espaço próprio. No local ainda acontece sessões da “Hora do Conto”, programa no qual uma atriz conta histórias infantis para grupos escolares.

Memorial Municipal “Alfredo Guedes”

Endereço: Rua João Gasparini nº 48, Distrito de Alfredo Guedes. Horário de Funcionamento:  quarta-feira, das 11h15 às 17h15 (as visitas também são realizadas com agendamento prévio Telefone: (14) 3263-6525 E-mail: cultura@lencoispaulista.sp.gov.br
Preservar a cultura de um povo, de uma sociedade, preservar sua história e modo de vida, são ações fundamentais para se construir o futuro com prosperidade e qualidade. Pensando nisso, a Secretaria de Cultura de Lençóis Paulista, inaugurou em agosto de 2014 o Memorial de Alfredo Guedes.
O Memorial é um ramal do Museu Alexandre Chitto. Um espaço destinado ao resgate da história, cultura e modo de vida de Alfredo Guedes: importante distrito lençoense que surgiu por volta de 1850 em virtude da lavoura cafeeira, atividade que prosperou por décadas devido à roxa da região, e que contribui para o progresso do município. Neste espaço, são organizados diversos elementos da cultura do distrito, as peças foram doadas pelas famílias do bairro e de Lençóis Paulista e incluem mapas, fotos, objetos pessoais, imobiliário, implementos agrícolas e jornais de época.

Museu Municipal “Alexandre Chitto”

Endereço: Rua Coronel Joaquim Anselmo Martins, 575 – Centro
Horário de Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h
Telefone: (14) 3264-1442
E-mail: museu@lencoispaulista.sp.gov.br
Prédio que sediou a prefeitura municipal e depois de desocupado abrigou o Museu Municipal em 1988, fundado por Alexandre Chitto, jornalista, historiador e grande amante de Lençóis. Além de sua paixão pela cidade e pela cultura, deixou o museu e diversas obras de 1958, e também o Jornal O Eco de 1938, ainda em circulação no município. Ponto de interesse cultural e turístico, o museu representa as raízes da cidade e região retratando o nascimento de Lençóis Paulista, por expor e preservar peças relacionadas à história da comunidade, apresentando uma verdadeira aula viva de uma história de paixão, tradição, cultura e expressão. O Museu está cadastrado no IBRAM – Instituto Brasileiro de Museus e no SISEM – Sistema Estadual de Museus e participa de todos os eventos programados por esses dois órgãos, como por exemplo, a "Semana Nacional de Museus" e da "Primavera de Museus" em setembro. Em exposição destacamos uma Igabaça (urna funerária indígena) datada de 1680 e a cama utilizada por Dom Pedro II quando se hospedou na região em 1873. Ao todo são mais de 4 mil peças catalogadas e oferece aos seus visitantes exposições permanentes e temporárias variadas.

Santuário Nossa Senhora da Piedade

Endereço: Praça José Magnani, s/n° – Centro
Telefone:(14) 3263-0130
E-mail: piedade@lpnet.com.br
O Santuário Nossa Senhora da Piedade, construído na década de 50, foi a primeira igreja da cidade. A Paróquia foi citada no documento de doações de terras a Nossa Senhora da Piedade em 22/07/1858, quando Lençóis foi elevada à categoria de Freguesia, o que nos dá a certeza de que ela foi criada anteriormente a esta data, ao que tudo indica, no dia 15 de Abril de 1858.
Em 2008, por ocasião dos 150 anos da Cidade e da Paróquia, a Praça do Santuário foi totalmente remodelada e em 31 de maio de 2009 recebeu oito monumentos em tamanho natural, representando as Sete Dores de Nossa Senhora da Piedade.
O Santuário abriga a imagem da Pietá esculpida em madeira por artista italiano, obras em quadros da artista plástica lençoense, Ivone Paccola, na qual retrata as dores de Maria e a réplica da “Cátedra” utilizada pelo Papa Bento XVI, quando veio ao Brasil para canonização do Frei Galvão e que foi construída pelos alunos da Unidade SENAI de Lençóis Paulista.
Recentemente o Santuário passou por uma reforma interna e externa prevalecendo toda sua estrutura e beleza arquitetônica.

Teatro Municipal “Adélia Lorenzetti”

Endereço: Rua Coronel Álvaro Martins nº 790
Telefone: (14) 3263-0044
E-mail: falecom@teatrolencois.com.br
Site: www.teatrolencois.com.br
O Teatro Municipal "Adélia Lorenzetti" foi inaugurado no ano de 2016. O projeto é do arquiteto Jurandyr Bueno e a construção foi feita na área da antiga SIDELPA, siderúrgica lençoense desativada na década de 70.
  Foi construído em parceria entre a Prefeitura Municipal de Lençóis Paulista e a ALIC - Associação Lençoense de Incentivo à Cultura, que por meio de projeto viabilizou a maior parte dos recursos através da Lei Rouanet. As maiores empresas doadoras foram o Grupo Lwart, a Zilor – Energia e Alimentos e a Duratex. No entanto muitos outros doadores participaram, empresas e pessoas físicas, com doações para o Projeto ou com doações para aquisição das poltronas, decoração de ambientes específicos e projeto de paisagismo.
  A parceria entre Prefeitura Municipal e ALIC tornou realidade o sonho do povo lençoense de ter um local onde é desenvolvida intensa atividade cultural, com programação para toda a comunidade, contribuindo para a democratização do acesso à cultura do público local e regional.
  Em termos de estrutura, o Teatro Municipal Adélia Lorenzetti possui 2 mil metros de área construída, 609 poltronas, com lugares preferenciais e acessibilidade para todos os espaços, sala climatizada, fosso para apresentação de orquestra, equipamentos de som, vídeo e iluminação de última geração, inclusive com telão retrátil para projeções, quartelada removível (piso que pode ser retirado para receber espetáculos de mágica), camarins, completo projeto de cenotécnica e saguão amplo, projetado para receber exposições. Além disso, conta com estacionamento com capacidade para mais de 200 veículos.
  Para receber a programação por celular, basta enviar "EU ❤ TEATRO" para (14) 99796-4056

Vinícola Casagrande

Endereço: Bairro Rural Rocinha, acesso pela Rodovia Osny Mateus – SP 261 – km 111,8
Horário de Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 9h às 18h
Telefone: (14) 99661-4658
E-mail: vinicolacasagrande@hotmail.com
A Vinícola Casagrande é uma propriedade de turismo rural no tradicional Bairro da “Rocinha” e que remonta a origem do povoado de Lençóis Paulista. A história do Sítio Rocinha começa em 1889 quando os primeiros imigrantes italianos iniciaram as margens do Rio Lençóis, pequenas plantações ou roças para subsistência das famílias, essas pequenas roças originou o nome Rocinha. No local, existe ainda hoje uma casa datada de 1889, na na qual nasceu o jornalista e historiador Alexandre Chitto no dia 07 de Fevereiro de 1901. Desde que o local é de propriedade da família Casagrande, por cinco gerações é guardada a tradição do plantio das uvas e a produção de vinhos de maneira artesanal. Na época da colheita é possível realizar o “Colhe e Pague” e visitar a Adega onde estão tonéis de vinhos e sentir-se parte do processo de produção.
A Vinícola conta com um empório com diversos produtos caseiros e ainda possui restaurante aos finais de semana com uma deliciosa comida caseira, como o tradicional filé à parmegiana e massas italianas.